Banco CTT compra 321 Crédito por 100 milhões de euros




 

Os CTT anunciaram esta terça-feira que o Banco CTT chegou a acordo para comprar 100% do capital da 321 Crédito por 100 milhões de euros à Firmus Investimentos, controlada pela Cabot Square Capital e pela Eurofin, numa operação a liquida em numerário na data da conclusão, que deverá ocorrer no primeiro trimestre de 2019.

Em comunicado divulgado no site da CMVM, os CTT anunciaram que a estratégia do grupo, que passa pelo desenvolvimento de um banco de retalho inovador e de rápido crescimento “será acelerada com a aquisição da 321 Crédito, uma empresa rentável e em crescimento, focada no crédito ao consumo especializado e que opera num mercado bastante atrativo”.

Adiantou que a carteira de crédito líquido da 321 Crédito é de cerca de 250 milhões de euros, da qual perto de 93% é em créditos para carros usados, e um volume de nova produção de 133 milhões de euros em 2017.

Segundo os CTT, a entidade adquirida é um dos maiores operadores do mercado, com uma quota de 9,2% em 2017 (7,5% em 2016). A 321 Crédito teve um resultado líquido de 7,9 milhões de euros em 2017, com crescimento esperado para cerca de 9 milhões de euros em 2018, baseado numa maior produção de crédito para automóveis usados.

A conclusão da transação está dependente da verificação de um conjunto de condições suspensivas, incluindo as necessárias aprovações das entidades reguladoras da concorrência e do setor bancário. Os CTT adiantaram que o preço final está sujeito a um mecanismo de ajuste após a conclusão da transação de, modo refletir variações no capital regulatório de 321 Crédito após o final de 2017.

“Em paralelo com a aquisição do capital social da 321 Crédito, o Banco CTT ainda a tomada da posição nos créditos detidos pela AL Securitisation Limited, sobre 321 Crédito, existentes aquando da conclusão da transação (cujo valor do capital corresponde a 30,6 milhões de euros, aplicando para o efeito a liquidez do Banco CTT”, adiantaram os CTT.

A operação irá permitir ao Banco CTT diversificar o portefólio de produtos, com “um negócio rentável e resiliente de crédito ao consumo” e ainda otimizar o balanço, melhorando o rácio de transformação de cerca de 20% para mais de 60%”.

“Com esta transação e expectável crescimento orgânico, o Banco CTT ambiciona contribuir positivamente para o EBITDA dos CTT já em 2019 e atingir resultado líquido positivo em 2020, com requisitos estimados de capital adicional até essa data de cerca de 20 milhões de euros, para além do aumento de capitla necessário para financiar o preço final da aquisição”, explicaram os CTT.

A StormHarbour foi assessora financeira e a Morais Leitão, Galvão Teles, Soares da Silva & Associados assessor jurídico da aquisição.

 

Fonte: Jornal Económico acessado em https://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/banco-ctt-compra-321-credito-por-100-milhoes-de-euros-337183