A importância da Humanização das Marcas e 5 Dicas para a Implementar




As pessoas têm a tendência de ver as marcas como algo distante, inalcançavel. Isto acontece porque a maior parte das empresas não tem a preocupação de transmitir aquilo que acontece dentro de portas. A verdade é que as pessoas gostam de sentir confiança com as marcas, e nada melhor que a proximidade para criar laços de confiança. Isto significa que se queres que a tua marca se destaque ao ponto de merecer a confiança das pessoas, vais ter de fazer algo diferente. Resumindo, terás de tornar a tua marca mais Humana.

Bem, nos próximos 5 capítulos vamos explicar como o fazer da melhor forma e, embora pareça algo difícil e até abstrato, é muito fácil e lógico.


  1. Coloca os teus colaboradores no centro do palco

Permitir que os consumidores vejam as pessoas por detrás da organização é uma forma poderosa de humanizar a marca. Se os consumidores estiverem a olhar apenas para o teu logotipo podem não identificar a tua marca como humana. Por isso, faz todo o sentido mostrares as pessoas que estão atrás daquele logo. Coloca no website e nas redes sociais algumas fotografias com boa qualidade. Nem sempre se justifica contratar um profissional de fotografia, hoje em dia há smartphones com ótima qualidade fotográfica, e através de uns tutoriais no youtube vais conseguir aperfeiçoar a tua técnica para obter bons resultados. Ver as pessoas “atrás da cortina vai ajudar o consumidor a associar uma cara ao nome da marca.


  1. Mostra o teu lado divertido

De acordo com as universidades de Oxford, Turku PET Centre e Aalto, o riso em contexto social provoca libertação de endorfina no cérebro e pode promover o estabelecimento de laços de ligação e simpatia. Logo, se o riso nos faz sentir bem e encoraja as relações entre pessoas, também deves começar a pensar em aplicar a mesma técnica no teu negócio. Não te achas um comediante de topo? Não há problema, podes sempre partilhar conteúdo já existente que seja popular e engraçado. Mesmo assim, é necessário analisares se esse conteúdo tem potencial para ser relevante ao teu público. Mostrar o lado mais cómico da empresa vai ajudar a audiência a perceber que a tua empresa não está somente focada em vender; por detrás dessa empresa estão humanos como eles, que conseguem pôr de lado a seriedade do negócio e simplesmente serem divertidos e engraçados.


  1. Partilha conteúdo gerado pelo cliente

A partilha de conteúdo gerado pelos consumidores ajuda a humanizar a marca de duas formas: primeiro, é empolgante e elogioso para o consumidor que vê a sua fotografia no website ou redes sociais da marca e, segundo, mostra aos restantes consumidores que a marca tem ótimas relações com os seus pares e que esses adoram o produto. Em vez de ter de confiar cegamente naquilo que a empresa diz ser, o consumidor pode ver as pessoas da vida real apaixonadas pelo teu produto ou serviço, o que vai promover a confiança na marca.

Vamos a um exemplo: o Airbnb aplica esta estratégia de forma exemplar ao partilhar conteúdo com os seus seguidores, das experiências fantásticas que os seus consumidores vivem. Outro bom exemplo é a Starbucks, o fenómeno que se criou nas redes sociais de volta dos produtos, fez a marca crescer exponencialmente. Há até pessoas que se dirigem às coffeshops com o principal intuito de criar um bom post para as redes sociais.

Não tens conteúdo gerado pelos teus consumidores? Podes sempre pedir-lhes diretamente das seguintes formas: (1) através de uma campanha de email marketing; (2) ao adicionares algo que incentive à partilha nas encomendas que envias aos clientes; (3) ao criares um post nas redes sociais a encorajar os consumidores a partilhar uma fotografia do produto ou experiência utilizando uma hashtag exclusiva à tua marca.

Resumindo, certifica-te que o teu produto ou serviço é apelativo ao ponto das pessoas quererem partilhá-lo nas suas redes sociais.