A Importância dos Micro-Influenciadores




Se estás a par das tendências do marketing digital, há uma probabilidade de 99% de já saberes o que é um influenciador digital.

Independentemente de já estares ou não familiarizado com o termo e com a sua crescente importância, o marketing de influência está de boa saúde e recomenda-se. Por isso, vamos rever algumas das bases e discutir quão poderoso este campo do marketing pode realmente ser, assim como descobrir o que poderá ser conquistado quando é aplicado corretamente.

 




MICRO-INFLUENCIADORES – O que são?

Os influenciadores são indivíduos respeitados e confiáveis que são procurados pelas suas opiniões sobre lifestyle, formas de pensar, ou tópicos de nicho. Eles partilham as opiniões pelo seu blog, vídeos de YouTube, artigos de opinião, redes sociais – seja qual for o canal que condiz melhor com o seu estilo e com o da sua audiência. Porque é que isto interessa? A opinião de um influenciador geralmente inclui recomendações de produtos ou serviços específicos que eles próprios utilizam. Produtos e serviços esses que os ajudaram a atingir um certo nível de felicidade, bem-estar ou sucesso. E essa próxima recomendação pode muito bem ser a tua marca.

Ok… Mas o que é Marketing de Influência?
Marketing de Influência é o tipo de estratégia que liga marcas e empresas com os líderes de opinião do mundo digital para, assim, se conseguir aumentar a notoriedade e buzz de uma marca. Atenção, esta faceta do Marketing não está somente reservada às marcas de grande poder. As pequenas e médias empresas têm agora cada vez mais oportunidades de colaborar com especialistas, figuras públicas e, claro, com aqueles que ainda são menosprezados por alguns mas de crescente importância, os micro-influenciadores.

Boa! Mas e quem são os Micro-Influenciadores?
Bem, os Micro-Influenciadores podem ser utilizadores de facebook, bloggers, vloggers, instagrammers, entre outros. No fundo são pessoas com uma presença online muito forte e constante, e com uma audiência muito interativa e interessada. O número de seguidores varia entre influenciadores e plataformas mas geralmente os números estão entre os 1,000 e os 100,000.

Mas será só o número de seguidores que interessa?
Não! É o nível de interatividade que provocam; os likes, os comentários, as partilhas, etc. Nem sempre maior é melhor, por isso não avalies um influenciador apenas pelo seu número de seguidores. Faz um teste de qualidade tendo em conta os pontos que referimos.

Os leitores, seguidores, espectadores e/ou ouvintes de um bom micro-influenciador interagem com o seu conteúdo – verdadeiramente interessados nos tópicos que são abordados e nos produtos ou serviços que merecem o seu “selo de qualidade”.

Eles criaram uma base de confiança com os seus “fãs” e, agora, criando uma relação com eles também podes alcançar estas pessoas.

 

 

O objetivo principal de qualquer estratégia de Marketing é um retorno significativo em relação ao investimento. Contudo, no marketing de influência os objetivos e resultados não são assim tão “preto no branco”. Esta estratégia não é focada no retorno imediato (embora isso possa acontecer), mas é muito mais que isso.

 

Para concluir seguem-se 7 razões pelas quais deverias considerar a presença de Micro-Influenciadores na Estratégia de Marketing Digital.

  1. Notoriedade: Se um estranho vir o nome da tua empresa – isso vai-lhe dizer alguma coisa ou transmitir algum significado à primeira vista? O nome de uma marca, logotipo, slogan, etc. pode não dizer aquilo que se pretende logo no primeiro impacto. Mas quando se associa um produto ou serviço a um conceito, a uma mensagem e a uma promessa tendo como intermediário um influenciador, a marca torna-se mais memorável e credível.
    Quando os membros de um nicho vêm uma marca ser mencionada por um dos seus instagrammers favoritos ou no vídeo de um youtuber que seguem religiosamente, é quase certo que eles se vão lembrar da marca e associá-la a algo positivo.
  2. Confiança: Os Micro-Influenciadores têm uma ligação forte com os seus seguidores. As probabilidades da tua marca ganhar confiança por associação são muito altas. Eles confiam no influenciador e o influenciador confia em ti – é só fazer as contas. Para além disso este tipo de publicidade tem, sem dúvida, uma aparência muito mais natural que outros tipos mais convencionais. Normalmente (e idealmente) o influencer integra a marca de forma natural numa história ou num determinado contexto, em vez de simplesmente anunciar a marca e dizer coisas boas sobre a mesma.
  3. Exposição/Buzz: Não tenhas pressa e não te alies a um influenciador qualquer, escolhe aquele ou aqueles que realmente têm coisas em comum com a tua marca e que irão acrescentar valor à mesma. A partir daí, quanto mais gente se juntar à conversa sobre a marca melhor, e até outros Micro-Influenciadores se podem juntar sem sequer ser necessário abordá-los. Quanto mais atenção houver sobre a marca, melhores são as chances de se criar buzz.
  4. Palavras-chave: Posiciona a tua marca lado a lado com as palavras e expressões que os teus clientes e potenciais clientes estão à procura. Os influenciadores da área podem até associar alguns termos e palavras à tua marca – aqueles que queres alcançar nos motores de busca.
  5. Sem Ad Blockers: Em 2018 mais de 25% das pessoas na internet utilizaram alguma forma de bloqueio de anúncios e o número continua a crescer. O marketing de influência permite que a mensagem do produto ou serviço seja transmitida e difundida sem que esta seja bloqueada por estes softwares.
  6. Sucesso a longo-prazo: A maior parte do conteúdo que nasce através de parcerias com influenciadores, permanece no ar e disponível para toda a gente ver durante muito tempo ou para sempre. Por isso, uma campanha que fica online amanhã pode perfeitamente ter impacto daqui a dois dias, daqui por duas semanas e daqui por dois anos. Está sempre ativa!
  7. Mensurabilidade: Nos dias que correm, quase todos os aspetos do marketing digital são mensuráveis. Graças ao Google Analytics, códigos de promoção, URL customizados e todo o tracking em geral. No fundo, tudo gira à volta dos relatórios que se podem gerar através destes dados de análise.Aqui tens! Agora podes analisar e perceber se, e em que medida, os micro-influenciadores podem ser importantes na tua estratégia de Marketing Digital.